247 – O professor de Direito Constitucional da PUC-SP, Pedro Serrano, afirmou que o plano do governo Jair Bolsonaro de, por meio do Ministério da Educação, criar critérios ideológicos para conceder bolsas de estudos para pós-graduação e doutorado no exterior é inconstitucional.

“Controle ideológico de concessão de bolsas pelo Estado, absurdamente inconstitucional. E agora não vejo ninguém da direita gritando contra o aparelhamento ideológico do Estado”, afirmou o jurista.

Para ele, “se há algo bom nesse terrível momento que passamos é o desvelamento das hipocrisias”, se referindo ao comportamento de direita conservadora quedurante os governos progressistas, bradavam em contra um suposto “controle ideológico” por parte do estado.

Deixe um comentário